2 de jun de 2017

Interação entre captopril e hidroclorotiazida



Captopril e hidroclorotiazida são comumente prescritos, fazendo parte da Relação Nacional de Medicamentos (RENAME)1, da REMUME (Relação Municipal de Medicamentos Essenciais) da maior parte dos municípios gaúchos, Porto Alegre2, Gravataí3, Santa Maria4, além  dos medicamentos distribuídos gratuitamente pelo programa Aqui tem Farmácia Popular5.
Captopril é um inibidor da enzima conversora da angiotensina I (ECA), tem usos aprovados para insuficiência cardíaca congestiva, em combinação geralmente com diuréticos (exemplo, hidroclorotiazida), para nefropatia diabética, para pacientes com Diabetes tipo 1 com retinopatia, para hipertensão arterial sistêmica, para crises hipertensivas e para disfunção cardíaca ventricular4,5,6.
Já a hidroclorotiazida é um diurético tiazídico com indicação clínica aprovada para hipertensão arterial sistêmica e edema6,7,8.
É descrito interação entre Inibidores da ECA quando há uso concomitante com diuréticos tiazídicos, podendo resultar na redução excessiva da pressão arterial7. A interação é classificada como moderada e de início imediato9.
Essa interação sinérgica, ou seja, que provoca efeito aditivo pode ser intencional, justamente para que o controle da pressão arterial leve e moderada seja atingido mais rápido10, evitando que pacientes tenham complicações a até mesmo sequelas em função da morbidade. Essa associação é prevista, por exemplo, nas diretrizes da American Medical Association11.
O manejo da interação entre captopril e hidroclorotiazida inclui o monitoramento clínico por meio de rígido controle da pressão arterial e possíveis sintomas.
Texto elaborado por Acadêmico Iago Christofoli
Revisado por Prof. Tatiane da Silva Dal Pizzol

  1. Relação Nacional de Medicamentos 2014 (RENAME). Disponível em: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2015/julho/30/Rename-2014-v2.pdf. Acesso em: 1º/06/2017
  2. REMUME PORTO ALEGRE 2016. Disponívelem:http://lproweb.procempa.com.br/pmpa/prefpoa/sms/usu_doc/remumearquivo24.11.16site.pdf. Acesso em: 02/03/2017.
  3. REMUME GRAVATAÍ 2016-2019. Disponível em:http://www.saude.rs.gov.br/upload/1471009389_PES%202016-2019%20-%2012%2008.pdf. Acesso em: 02/03/2017
  4. REMUME SANTA MARIA 2016. Disponível em: http://www.santamaria.rs.gov.br/saude/335-assistencia-farmaceutica. Acesso em: 02/03/2017.
  5. Lista de Medicamentos do Aqui tem Farmácia Popular. Disponível em: http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2016/dezembro/23/Lista-Site-Medicamentos-SNTP---DEZEMBRO-2016.pdf. Acesso em: 1º/06/2017.
  6. DRUGDEX® System. MICROMEDEX® Truven Health Analytics. The Healthcare Business of Thomson Reuters. Disponível em: http://www.micromedexsolutions.com/home/dispatch. Acesso em: 02/03/2017.
  7. SNOKE, J. et al. Drug Information Handbook. 23. ed. Hudson: Lexi-comp, 2014
  8. MCEVOY, G. K. (Ed.) AHFS Drug Information. Bethesda: ASPH, 2014.
  9. DRUG-REAX® System. MICROMEDEX® Truven Health Analytics. The Healthcare Business of Thomson Reuters. Disponível em: http://www.micromedexsolutions.com/home/dispatch. Acesso em: 02/03/2017
  10. TATRO, D. S. (Ed.). Drug Interaction Facts 2015: the authority on drug interactions. St. Louis: Facts&Comparisons, 2015.
  11. Paul A. James et al. Evidence-Based Guideline for the Management of High Blood Pressure in Adults. Clinical Review & Education, E1-E14, 2013. 


Nenhum comentário: