28 de mai de 2013

Pergunte ao CIM-RS: Antibióticos x Contraceptivos Orais

Os contraceptivos orais são, hoje, uma das melhores formas de prevenção para a gravidez indesejada, bem como para a prevenção de algumas patologias. Podem conter combinações de estrógenos e progestógenos ou apenas progestógenos. Os contraceptivos orais apresentam eficácia de 99,9%, e efetividade que varia entre 97-98% em mulheres saudáveis, para as quais o uso incorreto e não regular corresponde à causa mais frequente de gravidez.Eles agem suprimindo o hormônio folículo estimulante (FSH) e o luteinizante (LH) no ciclo ovariano.
A ação dos contraceptivos orais pode ser diminuída pelo uso concomitante com alguns medicamentos, entre eles os antimicrobianos. Somente a Rifampicina teve sua interação comprovada, no entanto, as evidências científicas sobre essas interações são escassas para outras classes de antimicrobianos.
Visto que não há muitos estudos que evidenciam a interferência dos antibióticos no uso de contraceptivos orais, esse assunto é motivo de muitas dúvidas na população. A sessão pergunte ao CIM-RS dessa semana, responde “Existem interações entre antibióticos e anticoncepcionais?”. Para conferir a resposta, clique aqui.
Perguntas sobre interações de anticoncepcionais e antimicrobianos, como esta, podem ser respondidas pelo CIM-RS.
Boa leitura,
Equipe CIM-RS.

Nenhum comentário: