5 de dez de 2013

Metformina para ovário policístico

   


A metformina é hipoglicemiante de primeira escolha para o tratamento de obesos com diabetes tipo 2, nos quais a resistência à insulina é o fator preponderante.  O fármaco também vem sendo usado para o tratamento da síndrome do ovário policístico.

A síndrome do ovário policístico (SOP) é uma endocrinopatia que afeta 5 a 10% da população feminina em idade reprodutiva, cujas características mais importantes são anovulação e hiperandrogenismo. A SOP é causa comum de infertilidade e se manifesta por hirsutismo, obesidade e virilização. Em 50% dos casos as pacientes tem amenorréia e 30% têm sangramentos uterinos anormais. Além disso, pacientes com SOP apresentam resistência à insulina e hiperinsulinemia, e por esse motivo possuem risco aumentado de desenvolver diabetes tipo 2.

Perda de peso e  algumas mudanças no estilo de vida, como dieta e exercícios,  são capazes de melhorar a ovulação em pacientes com SOP. Entretanto, quando as medidas não farmacológicas não são suficientes ou as pacientes não respondem à terapia tradicional com clomifeno, alguns fármacos, como metformina e pioglitazona, podem ser utilizados para reduzir a hiperinsulinemia e a hiperandrogenemia. Os agentes sensibilizadores de insulina, principalmente a metformina, são considerados, em alguns países, primeira linha de tratamento para mulheres com SOP e podem retomar a regularidade da ovulação e dos ciclos menstruais.
Nesse contexto o Pergunte ao CIM-RS dessa semana responde Qual o mecanismo de ação da metformina para o tratamento da síndrome de ovário policístico?”. Para conferir a resposta, clique aqui

Para entender mais sobre a Síndrome do Ovário Policístico e o uso de hipoglicemiantes em seu tratamento, sugerimos ainda o seguinte vídeo:


Fontes:
- Evidence-based lifestyle and pharmacological management of infertility in women with polycystic ovary syndrome. Costello MF, Ledger WL. Womens Health (Lond Engl). 2012 May;8(3):277-90.
- MCPHEE, S.; PAPADAKIS, M. (Ed.) CMDT – Current Medical Diagnosis e Treatment. 53 ed. New York: McGrawHill, 2014. Disponível em: www.accessmedicine.com.

- HOFFMAN, B.L. Williams Gynecology. 2 ed. New York : McGraw-Hill Medical, 2012. Disponível em: www.accessmedicine.com

Nenhum comentário: